CARREGANDO

Escreva para buscar

Tags:

Descubra o que mata sua libido

Helen Hampf
Com.

Para a pessoa estar receptiva ao encontro sexual, uma série de fatores fisiológicos e psicológicos pode diminuir a libido, transformando-se em grandes vilões.

O estresse tem sido um dos fatores que mais causa a diminuição do desejo sexual, pois o cérebro centraliza essa energia para outras áreas. Os causadores mais relatados são problemas financeiros, no trabalho e de saúde. Por isso a dica é, buscar atividades de lazer e praticar exercícios com disciplina como forma de melhorar sua energia sexual.

Os problemas não solucionados no relacionamento são também inibidores da libido. À vista disso, não deixem de comunicar-se quando algo incomoda, a proximidade emocional é ingrediente para o desejo sexual. Vale também cuidar da confiança, pois esta é a muralha que impede as possibilidades de uma traição.

Outro grande vilão é a ingestão de bebidas alcoólicas em doses moderadas, que podem até esquentar um encontro, mas em excesso, pode entorpecer o desejo sexual gerando mais sono que propriamente desejo.

Uma noite mal dormida, compromissos que exigem uma jornada matinal muito cedo ou ir para cama muito tarde, geram fadiga e atrapalham também sua libido.
Alguns medicamentos usados para controlar a pressão arterial, antidepressivos, contraceptivos, anti-histamínicos, entre outros, podem reduzir seu apetite sexual também. Por isso, a importância do consumo de substâncias medicamentosas deve sempre estar sob orientação médica.

É claro que alterações hormonais na passagem pela menopausa, são geradores da falta de apetite sexual, pois impedem o desempenho prazeroso. Sintomas como ressecamento vaginal e dor durante a relação são comuns nesta fase, mas a visita ao ginecologista pode trazer ótimos resultados com o tratamento adequado. Não é preciso sofrer por causa disso.

Já falamos também, em outro momento, que a ansiedade afeta o desempenho da performance masculina no ato sexual. Então “keep calm” e relaxe! Trabalhe os sentidos a seu favor!
A dica principal, para homens e mulheres, é viver cada dia como se fosse único. Oportunizar e planejar um momento de prazer, afeto, com bom humor independente da situação, ajuda na sua energia sexual. A sexualidade é um exercício diário de aprendizado.

Tags:
Helen Hampf
Helen Hampf

Helen Machado Hampf – empresária, sexóloga - especialista em sexualidade pela UCAM e membro ABRASEX (Associação Brasileira dos Profissionais de Saúde, Educação e Terapia Sexual)

  • 1

Você também pode gostar

Deixe um comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios estão marcados com *